Polícia

Casal preso com filhotes de aves vai pagar mais de R$ 2,5 milhões em multa por tráfico

Mais de 200 aves foram resgatadas

Renata Portela Publicado em 20/09/2021, às 17h12

Aves foram recolhidas e encaminhadas ao Cras
Aves foram recolhidas e encaminhadas ao Cras - (Divulgação, PMMS)

Flagrados transportando 229 filhotes de aves na manhã desta segunda-feira (20), casal de 24 e 41 anos vai pagar R$ 2.519.000 em multa. Eles foram detidos na região de Naviraí, a 359 quilômetros de Campo Grande, transportando os animais em caixas, tampadas com cobertores.

Segundo a PMA (Polícia Militar Ambiental, é realizada uma operação de combate ao tráfico animal, considerando o período reprodutivo dos psitacídeos (papagaio, arara, periquito, maritaca). A prisão do casal com 229 filhotes destas aves resultou em multa de R$ 1.145.000 pelo tráfico e ainda R$ 114.500 por maus-tratos para cada um dos suspeitos.

Assim, a multa totalizou R$ 2.519.000. Ainda de acordo com a PMA, a multa de tráfico, por animal, é de R$ 5 mil. Isso, porque os psitacídeos constam na lista da CITES, Convenção Internacional do Comércio da Fauna e da Flora em perigo de extinção.

Segundo informações da Polícia Civil, equipes faziam abordagens quando pararam o Fiat Uno ocupado pelo casal. Os agentes perceberam várias caixas cobertas com cobertores e identificaram que, dentro, havia filhotes de aves. Ao todo, foram encontrados 224 filhotes de papagaio, 3 de araras vermelhas e 2 maritacas jandaia.

Os animais foram encaminhados para o Cras (Centro de Reabilitação de Animais Silvestres) da fazenda Green Farm. De acordo com a polícia, as aves estavam em ambiente inadequado, em condições degradantes e ainda em quantidade exorbitante. O autor disse que pegou as aves em Naviraí, pagando R$ 120 pelos papagaios, R$ 600 pelas araras e R$ 40 pelas maritacas.

O casal responderá pelos maus-tratos e por transportar as aves silvestres sem a devida permissão.

Jornal Midiamax