Polícia

Após 7 anos, menina conta ter sido estuprada por veterinário em festa de casamento

A irmã da menina também tomou coragem e disse ter sido estuprada pelo veterinário

Thatiana Melo Publicado em 26/10/2021, às 06h42

None
(Ilustrativa)

Após sete anos convivendo com as lembranças de ter sido estuprada em uma festa de casamento em Campo Grande, uma adolescente resolveu contar para a mãe sobre o crime cometido por um veterinário de 39 anos, marido de sua tia.

A menina disse ter ficado traumatizada e não teria revelado antes com medo de causar desentendimentos na família. Ela somente criou coragem de contar para sua mãe no dia do seu aniversário de 15 anos, pois sabia que os seus tios viriam para visitá-los. 

A garota revelou que, durante uma festa de casamento, que aconteceu em Campo Grande, quando tinha 8 anos, em determinado momento sentiu sono e acabou dormindo. Então, foi carregada no colo até o carro pelo autor, que a colocou no banco de trás, levantou o seu vestido e passou as mãos em suas partes íntimas.

O autor acabou sendo surpreendido pela própria esposa, que o indagou sobre o que estaria fazendo, e ele respondeu que estava apenas arrumando o vestido da menina que, inclusive, foi dama de honra no casamento. Quando a irmã ouviu a história também revelou aos prantos que havia sido estuprada pelo veterinário. 

Depois que a mãe da vítima levou os casos ao conhecimento da família, a concunhada acabou relatando que também foi vítima do mesmo tipo de abuso por parte do denunciado e, segundo informou, o fato teria acontecido em uma festa da família que aconteceu em Campo Grande. 

O veterinário acabou preso e condenado a 12 anos, como também ao pagamento de R$ 10 mil de indenização. A sentença foi publicada no Diário da Justiça dessa segunda-feira (25). 

Jornal Midiamax