Polícia

Antes de ser ferido a tiros, guarda soube por mulher que ela era ameaçada pelo ex

Autor estava em uma motocicleta quando perseguiu a camionete e fez os disparos

Thatiana Melo Publicado em 24/07/2021, às 11h10

None

O guarda municipal atingido por tiros na noite desta sexta-feira (23), em Campo Grande, no bairro Universitário, teria sido avisado momentos antes pela mulher, que seria o pivô da tentativa de homicídio, que seu ex-namorado estava no local, uma choperia onde estavam o agente e um amigo. 

Segundo o registro do boletim de ocorrência, a mulher teria dito ao guarda que havia recebido mensagens de WhatsApp alertando sobre a presença de seu ex, de quem tem medidas protetivas. Ela ainda disse que o ex-namorado seria ciumento e possessivo.

Logo que os amigos saíram da choperia, por volta das 22h40 da noite desta sexta (23), em uma camionete Mitsubishi,  foram seguidos pelo autor em uma motocicleta. Foram feitos três disparos, que atingiram a parte traseira, sendo um tiro na tampa traseira do lado direito, outro na tampa traseira do lado direito e o terceiro tiro no vidro traseiro, que transfixou o encosto do banco atingindo o pescoço do guarda municipal, como também as costas da vítima.

O guarda foi socorrido para a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do Universitário. Em depoimento, o agente disse não se recordar sobre desafetos no trabalho, nas prisões que já efetuou ou se já recebeu ameaças durante seu trabalho. As vítimas foram categóricas em afirmar que não houve discussão ou briga nos lugares  que estavam frequentando. 

Câmeras de segurança da região teriam flagrado o momento em que o autor estava seguindo a camionete onde estava o guarda municipal. Ele ao foi encontrado.

Jornal Midiamax