Polícia

Albergado diz que é do PCC e ameaça matar e cortar a cabeça de servidores em abrigo

Ele também ameaçou atear fogo no local

Renata Portela Publicado em 03/04/2021, às 06h41

Imagem ilustrativa
Imagem ilustrativa

Na noite de sexta-feira (2), homem de 36 anos precisou ser detido e levado para a delegacia após provocar tumulto em um abrigo, no Parque Novo Século. O albergado fez ameaças contra os servidores e dizia que era do PCC (Primeiro Comando da Capital).

Segundo o registro, os servidores acionaram a GCM (Guarda Civil Municipal) para ir até o abrigo, onde o albergado estava bastante alterado. Os servidores então contaram aos guardas que o suspeito os xingava e fazia ameaças.

Duas vítimas contaram que o albergado dizia que mataria eles queimados e cortaria as cabeças das vítimas. Também que iria colocar fogo no abrigo e que era do PCC. O suspeito chegou a correr atrás de uma das servidoras, que se escondeu na cozinha.

Foi solicitado apoio de outras equipes da Guarda e o suspeito foi algemado e levado para a delegacia, bastante agitado. Na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Cepol, o caso foi registrado como ameaça e desacato.

Jornal Midiamax