Polícia

Adolescente invade pátio de delegacia para furtar e incendeia veículos em MS

Adolescente de 15 anos foi identificado como o autor de um incêndio que destruiu veículos do pátio da 2ª Delegacia de Polícia Civil de Três Lagoas, a 324 quilômetros de Campo Grande. O garoto invadiu a unidade para furtar, mas como não encontrou nada que lhe interessasse, decidiu atear fogo em um caminhão, fazendo as […]

Renan Nucci Publicado em 25/02/2021, às 16h04 - Atualizado em 26/02/2021, às 08h49

Corpo de Bombeiros durante combate a incêndio. Foto: Divulgação
Corpo de Bombeiros durante combate a incêndio. Foto: Divulgação - Corpo de Bombeiros durante combate a incêndio. Foto: Divulgação

Adolescente de 15 anos foi identificado como o autor de um incêndio que destruiu veículos do pátio da 2ª Delegacia de Polícia Civil de Três Lagoas, a 324 quilômetros de Campo Grande. O garoto invadiu a unidade para furtar, mas como não encontrou nada que lhe interessasse, decidiu atear fogo em um caminhão, fazendo as chamas se alastrarem.

Conforme apurado, os fatos ocorreram no último sábado (20). Na ocasião o Corpo de Bombeiros foi acionado e fez a contenção. A perícia iniciou trabalho investigativo e constatou que o fogo teve origem criminosa. Vários veículos foram severamente danificados. Houve risco até mesmo à estrutura do prédio da unidade policial.

A Polícia Civil, por meio do SIG (Setor de Investigações Gerais) iniciou varredura por toda a Vila Piloto, na região onde encontra-se a delegacia. O objetivo era localizar os suspeitos. Na ocasião, foi constatado que uma moto furtada já na segunda-feira estaria em uma casa frequentada por adolescentes. Os policiais recuperaram a moto e identificaram o autor.

Ele disse aos policiais que o autor do incêndio seria um garoto de 15 anos. O adolescente teria ido à delegacia furtar objetos, mas acabou ateando fogo em um caminhão, já que não encontrou nada que lhe interessasse. Conforme a Polícia Civil apontou em nota, o menor foi identificado e, assim como autor do furto, será responsabilizado pelo crime cometido.

Jornal Midiamax