Polícia

Acusada de matar idoso esfaqueado e roubar maços de cigarro é condenada a 12 anos

Ela também foi condenada pelo furto

Renata Portela Publicado em 30/06/2021, às 12h55

Gislene durante o julgamento
Gislene durante o julgamento - (Foto: Jornal da Nova)

Na terça-feira (29), Gislene Aparecida de Andrade, de 30 anos, foi condenada pelo homicídio de Raimundo Nonato da Silva, 66 anos. O crime aconteceu em 29 de novembro de 2019, em Nova Andradina, cidade que fica a 297 quilômetros de Campo Grande.

O conselho de sentença decidiu por condenar a ré pelo homicídio e também pelo furto dos cigarros da vítima, que depois foram revendidos. Com isso, foi definida pela juíza Cristiane Aparecida Biberg de Oliveira a pena de 12 anos de reclusão pelo homicídio de Nonato e 4 meses pelo furto.

A pena deve ser cumprida em regime fechado, mas a acusada pode apelar em liberdade. Gislene teria assassinado Raimundo a facadas, na casa da vítima. Na fuga ela levou maços de cigarro do idoso, que revendeu. O corpo foi encontrado pelo filho do idoso e a faca de cozinha foi encontrada no local.

Jornal Midiamax