Preso em MS suspeito de oferecer R$ 7 mil para fazer sexo, não pagar e extorquir vítimas

Na última semana, foi preso homem de 30 anos morador em Mato Grosso do Sul, suspeito de oferecer dinheiro para mulheres em supostos programas sexuais, não pagar e ainda extorqui-las. Ele foi encontrado em Ivinhema, a 291 quilômetros de Campo Grande, após fazer vítimas em várias cidades do Estado. Segundo as informações policiais, uma jovem […]
| 14/12/2020
- 12:33
Preso em MS suspeito de oferecer R$ 7 mil para fazer sexo, não pagar e extorquir vítimas
Prisão foi feita em Ivinhema (Foto: Ivi Hoje) - Prisão foi feita em Ivinhema (Foto: Ivi Hoje)

Na última semana, foi preso homem de 30 anos morador em , suspeito de oferecer dinheiro para mulheres em supostos programas sexuais, não pagar e ainda extorqui-las. Ele foi encontrado em Ivinhema, a 291 quilômetros de Campo Grande, após fazer vítimas em várias cidades do Estado.

Segundo as informações policiais, uma jovem de 20 anos entrou em contato com a polícia alegando ter sido extorquida pelo suspeito. Ela contou que ele entrou em contato se passando por uma mulher chamada ‘Monique’, dizendo ser dona de uma agência de modelos. Após algum tempo, mandava um suposto ‘avaliador’ na casa da vítima.

Nas investigações, a polícia descobriu que o homem oferecia alto valor, aproximadamente R$ 7 mil, por um programa sexual. No entanto, quando a vítima aceitava, ele filmava o ato, não pagava e ainda usava os vídeos como forma de extorquir. A jovem de 20 anos passou a ser ameaçada a pagar R$ 500 para não ter as imagens divulgadas.

Foi então que ela decidiu negociar entregar o celular para o suspeito. A polícia foi avisada e o homem acabou preso em flagrante enquanto buscava o aparelho com a vítima.

Investigações

Conforme o site Ivi Hoje, a polícia identificou que o suspeito usava o nome Monique para abordar as mulheres e fazia as propostas de programas sexuais. Ele oferecia valores de até R$ 7 mil, filmava os atos e extorquia.

Foi apurado assim que ele já tinha feito uma vítima em Campo Grande. Uma outra jovem também foi abordada por ele na internet, mas não aceitou a proposta. O acusado foi preso em flagrante por e violação sexual mediante fraude. As penas podem chegar a 16 anos de reclusão.

Veja também

Uma comerciante sofreu escoriações leves em um grave acidente entre uma caminhonete S-10 e uma...

Últimas notícias