Polícia

Policial aposentado que matou homem em padaria diz que foi ameaçado

O homem assassinado na tarde desta terça-feira (18) em uma padaria, no cruzamento das ruas Rio Brilhante e Araguaia, no Jardim Água Boa, foi identificado pela polícia como Edson Pereira da Silva, de 37 anos. Ele foi morto com três tiros disparados por um policial aposentado que estava no interior da panificadora acompanhado pelo filho. […]

Marcos Morandi Publicado em 18/02/2020, às 18h51 - Atualizado em 19/02/2020, às 08h18

Corpo de Bombeiros e Samu foram acionados, mas o homem já estava morto.(Foto: Sidnei Bronka)
Corpo de Bombeiros e Samu foram acionados, mas o homem já estava morto.(Foto: Sidnei Bronka) - Corpo de Bombeiros e Samu foram acionados, mas o homem já estava morto.(Foto: Sidnei Bronka)

O homem assassinado na tarde desta terça-feira (18) em uma padaria, no cruzamento das ruas Rio Brilhante e Araguaia, no Jardim Água Boa, foi identificado pela polícia como Edson Pereira da Silva, de 37 anos.

Ele foi morto com três tiros disparados por um policial aposentado que estava no interior da panificadora acompanhado pelo filho.

Segundo informações da Polícia Civil, o rapaz teria discutido com o filho do autor em um posto de combustíveis e o perseguiu com uma faca até o comércio. Testemunhas  relataram que  o policial teria tentado impedir a ação e também foi ameaçado, revidando em seguida com disparos.

O homem foi atingido por três tiros, no tórax, barriga e perna. O Corpo de Bombeiros e o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) chegaram a prestar atendimento, mas ele já estava morto. A Polícia Civil está apurando o caso.

Jornal Midiamax