Polícia

Polícia acredita que ataque contra casa de candidata tenha sido ato de intimidação

A Polícia Civil acredita que o ataque ocorrido na noite desta terça-feira (10), na casa de uma candidata a prefeita do município de Ribas do Rio Pardo, a 97 quilômetros de Campo Grande, tenha sido um ato de intimidação. Na oportunidade, Fabiana Silveira Galvão (MDB), de 46 anos, teve o portão, teto da garagem e […]

Renan Nucci Publicado em 11/11/2020, às 14h51 - Atualizado em 12/11/2020, às 09h18

Disparos atingiram portão da residência. Foto: Rio Pardo News
Disparos atingiram portão da residência. Foto: Rio Pardo News - Disparos atingiram portão da residência. Foto: Rio Pardo News

A Polícia Civil acredita que o ataque ocorrido na noite desta terça-feira (10), na casa de uma candidata a prefeita do município de Ribas do Rio Pardo, a 97 quilômetros de Campo Grande, tenha sido um ato de intimidação. Na oportunidade, Fabiana Silveira Galvão (MDB), de 46 anos, teve o portão, teto da garagem e o veículo atingidos por vários disparos de revólver calibre 38.

O delegado responsável pelo caso, Bruno Santacatharina, garantiu haver ao menos duas linhas de investigação, mas optou por não dar detalhes para não atrapalhar o andamento do inquérito. Contudo, disse que pode ter sido uma tentativa de assustar a candidata. “Até porque os disparos foram dados propositalmente contra a garagem [e não contra Fabiana]”, ressaltou.

Conforme já noticiado, dois suspeitos de carro teriam se aproximado da residência e parado bem em frente ao portão. O passageiro do veículo, que estava no banco dianteiro, puxou o gatilho cinco vezes e na sequência os dois fugiram. Ninguém se feriu e ainda não foram reveladas informações sobre autoria e motivação. Em Ribas do Rio Pardo concorrem a prefeitura seis candidatos, entre eles Fabiana.

Jornal Midiamax