Polícia

Após 45 dias internado, morre homem que foi queimado pela esposa em MS

Morreu na manhã de domingo (12), Jerônimo do Nascimento, de 43 anos, vítima de queimaduras. Ele estava internado na Santa Casa de Campo Grande há 45 dias, após ter tido 70% do corpo queimado pela esposa em Dois Irmãos do Buriti, cidade distante 84 quilômetros. Segundo as informações da polícia, no dia 27 de fevereiro […]

Renata Portela Publicado em 13/04/2020, às 07h10 - Atualizado às 12h54

Alta incidência acontece cozinhando bife na chapa. (Foto: Arquivo Midiamax)
Alta incidência acontece cozinhando bife na chapa. (Foto: Arquivo Midiamax) - Alta incidência acontece cozinhando bife na chapa. (Foto: Arquivo Midiamax)

Morreu na manhã de domingo (12), Jerônimo do Nascimento, de 43 anos, vítima de queimaduras. Ele estava internado na Santa Casa de Campo Grande há 45 dias, após ter tido 70% do corpo queimadopela esposa em Dois Irmãos do Buriti, cidade distante 84 quilômetros.

Segundo as informações da polícia, no dia 27 de fevereiro a vítima deu entrada no hospital de Dois Irmãos, vítima de queimaduras graves. Polícia Militar foi acionada e testemunhas contaram que a esposa de Jerônimo teria ateado fogo nele.

Conforme os relatos, ele estava deitado no colchão no quarto, quando a mulher jogou gasolina e ateou fogo. Ele foi socorrido com 70% do corpo queimado e imediatamente removido para a Santa Casa, referência em tratamento de queimaduras. Após 45 dias internado, Jerônimo não resistiu, teve um choque séptico e morreu no hospital.

A mulher não foi encontrada no dia do crime e no registro policial ainda não havia informação se ela foi localizada. O caso é tratado como homicídio qualificado pelo emprego de fogo.

Jornal Midiamax