Fazendeiro de Anastácio, município a 135 quilômetros de Campo Grande, foi multado em R$ 5 mil pela PMA (Polícia Militar Ambiental) na sexta-feira (24), por escavar área protegida e construir lago para irrigação de uma horta. Ele responde por degradar nascente e matas ciliares.

Com uso de máquinas, ele construiu uma lagoa de 300 metros quadrados, degradando o manancial e sua vegetação ciliar que são protegidos por lei, sem autorização ambiental. A lagoa foi formada para aumento do volume de água, com o objetivo de utilização em irrigação de uma horta. 

Havia uma bomba com canos na lagoa e levando a água à atividade de horticultura. As atividades foram interditadas. O infrator foi autuado administrativamente e responderá por crime ambiental, com pena prevista de um a três anos de detenção. Ainda notificado a apresentar plano de recuperação.