Polícia

Em operação, PMA retira 1 mil metros de rede e liberta 15 quilos de peixes vivos

A PMA (Polícia Militar Ambiental) de Aparecida do Taboado deu início a uma operação fluvial na quinta-feira (4) e concluiu a mesma neste sábado (6), no Rio Paranaíba e fiscalizou cerca de 30 embarcações com pescadores, além de ter verificado algumas pessoas que estavam em barrancos. A equipe de policiais ambientais retirou 23 redes de […]

Vinícius Costa Publicado em 06/06/2020, às 18h57

(Foto: Divulgação, PMA)
(Foto: Divulgação, PMA) - (Foto: Divulgação, PMA)

A PMA (Polícia Militar Ambiental) de Aparecida do Taboado deu início a uma operação fluvial na quinta-feira (4) e concluiu a mesma neste sábado (6), no Rio Paranaíba e fiscalizou cerca de 30 embarcações com pescadores, além de ter verificado algumas pessoas que estavam em barrancos.

A equipe de policiais ambientais retirou 23 redes de pesca, que somadas mediam 1.000 metros e que estavam ilegalmente em diversos pontos do rio Paranaíba. Segundo informações, responsáveis pela instalação das redes foram encontrados e identificados.

Com a operação, a PMA libertou cerca de 15 kg de peixes vivos que estavam presos às redes. Esse tipo de fiscalização preventiva é fundamental e tem sido prioritária nos trabalhos preventivos à pesca predatória da PMA.

Jornal Midiamax