Polícia

Em discussão por terras, indígena é ameaçada de morte: ‘vou te encher de tiros, atear fogo e jogar no brejo’

Uma mulher de 60 anos, moradora da aldeia indígena Jaguapiru, localizada em Dourados, a 229 km da Capital, relatou à polícia ter sido ameaçada de morte e agressão. Segundo ela sua vizinha, também moradora da aldeia, junto ao esposo e filho teriam dito que iriam “enchê-la de tiros, atear fogo e jogar no brejo”. Conforme […]

Danielle Errobidarte Publicado em 10/11/2020, às 16h20 - Atualizado às 16h32

Caso ocorreu em aldeia indígena de Dourados (Foto: Marcos Morandi, de Arquivo)
Caso ocorreu em aldeia indígena de Dourados (Foto: Marcos Morandi, de Arquivo) - Caso ocorreu em aldeia indígena de Dourados (Foto: Marcos Morandi, de Arquivo)

Uma mulher de 60 anos, moradora da aldeia indígena Jaguapiru, localizada em Dourados, a 229 km da Capital, relatou à polícia ter sido ameaçada de morte e agressão. Segundo ela sua vizinha, também moradora da aldeia, junto ao esposo e filho teriam dito que iriam “enchê-la de tiros, atear fogo e jogar no brejo”.

Conforme o registro policial, as duas já possuem um desentendimento por conta de partes de terras da aldeia. Quando foi buscar água em um riacho, uma vez que sua casa estaria sem abastecimento, a indígena teria iniciado uma discussão com a suspeita, iniciando as ameaças.

Ainda segundo ela, o marido da referida vizinha estava com um porrete em suas mãos, momento em que fez as ameaças de morte. O caso foi registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) de Dourados.

Jornal Midiamax