Polícia

Em apenas um dia, operação destrói mais de 59 toneladas de maconha em plantações na fronteira

Uma operação conjunta entre Brasil e Paraguai, denominada  “Nueva Alianza 22”, que  começou neste sábado na cidade de Pedro Juan Caballero,  já resultou  na destruição de mais de 59 toneladas de maconha.Segundo as autoridades paraguaias, as ações já representam uma perda de lucros para as estruturas do narcotráfico de aproximadamente US $ 2 milhões. No […]

Marcos Morandi Publicado em 16/08/2020, às 13h24 - Atualizado às 13h24

Avião da PF sobrevoa fronteira em operação conjunta com o Paraguai.(Foto: Senad).
Avião da PF sobrevoa fronteira em operação conjunta com o Paraguai.(Foto: Senad). - Avião da PF sobrevoa fronteira em operação conjunta com o Paraguai.(Foto: Senad).

Uma operação conjunta entre Brasil e Paraguai, denominada  “Nueva Alianza 22”, que  começou neste sábado na cidade de Pedro Juan Caballero,  já resultou  na destruição de mais de 59 toneladas de maconha.Segundo as autoridades paraguaias, as ações já representam uma perda de lucros para as estruturas do narcotráfico de aproximadamente US $ 2 milhões.

No primeiro dia da operação, dois campos de drogas e 2.200 quilos de maconha recentemente colhida foram localizados e destruídos. Além disso, os agentes antidrogas eliminaram 19 hectares de plantações de cannabis, o suficiente para a produção final de pelo menos 57 toneladas da droga.

As operações são comandadas pelo procurador Pablo Zorrilla  e estão a cargo da Senad (Secretaria Nacional Antidrogas) e da FTC (Força-Tarefa Conjunta) e conta com apoio de helicópteros da Policia Federal do Brasil.

Conforme a Secretaria Nacional Antidrogas do Paraguai,  a 22 ª etapa da Operação Nova Aliança, é o reflexo do apoio mútuo permanente entre as autoridades paraguaias  e a Polícia Federal do Brasil no combate ao crime organizado na região de fronteira entre os dois países.

Jornal Midiamax