Polícia

Dupla é presa em Jardim após oferecer R$ 4 mil para candidata ‘virar a casaca’

Homens presos por corrupção eleitoral em Jardim queria que a concorrente à Câmara Municipal gravasse vídeo declarando apoio à adversária.

Jones Mário Publicado em 14/11/2020, às 16h26 - Atualizado às 17h22

Delegacia de Polícia Civil de Jardim (Foto: Divulgação)
Delegacia de Polícia Civil de Jardim (Foto: Divulgação) - Delegacia de Polícia Civil de Jardim (Foto: Divulgação)

Dois homens foram presos em flagrante por crime de corrupção eleitoral em Jardim, hoje (14). A dupla ofereceu R$ 4 mil para uma candidata a vereadora gravar vídeo declarando apoio ao prefeito da coligação rival.

O próprio candidato a prefeito pelo PSD no município, Dr. Erney Barbosa, procurou a Delegacia de Polícia de Jardim. Segundo ele, um homem estaria incitando candidata a vereadora do partido, Lourdes Costa, a fazer o vídeo criticando Barbosa e declarando apoio à Dr. Clediane (DEM), rival direta nas urnas. Além disso, um outro rapaz seria o responsável pelo pagamento.

A candidata à vereadora gravou as ligações. A partir do relato, o SIG (Setor de Investigações Gerais) entrou em ação e encontrou os homens. Policiais levaram a dupla para a delegacia, bem como objetos apreendidos. A delegada Allana Zarelli confirmou que os dois foram presos.

O Código Eleitoral prevê até quatro anos de reclusão para o crime de corrupção.

Desde terça (10) e até 48 horas após o término da votação do primeiro turno, amanhã (15), nenhum eleitor pode ser preso. Mas há exceções, como em casos de flagrante delito – como da dupla de Jardim -, sentença criminal por crime inafiançável ou por desrespeito a salvo-conduto.

Jornal Midiamax