Polícia

Caminhoneiro é atropelado na BR-163 e enterrado sem a presença de familiares

Um homem identificado como José Rubem Ferreira de Souza, 59, morreu após acidente na rodovia BR-163, entre Dourados e Caarapó, na última segunda-feira (11). O caso só foi registrado na Depac (Delegacia de Pronto atendimento Comunitário) na quarta-feira (13) pela esposa da vítima. Por conta da pandemia, o corpo da vítima foi enterrado sem a […]

Marcos Morandi Publicado em 14/05/2020, às 09h56

Depac investiga o caso como morte a esclarecer.(Foto: Marcos Morandi)
Depac investiga o caso como morte a esclarecer.(Foto: Marcos Morandi) - Depac investiga o caso como morte a esclarecer.(Foto: Marcos Morandi)

Um homem identificado como José Rubem Ferreira de Souza, 59, morreu após acidente na rodovia BR-163, entre Dourados e Caarapó, na última segunda-feira (11). O caso só foi registrado na Depac (Delegacia de Pronto atendimento Comunitário) na quarta-feira (13) pela esposa da vítima.

Por conta da pandemia, o corpo da vítima foi enterrado sem a presença de familiares. A vítima era natural do Rio Grande do Sul e atualmente morava em Dourados, porém, estava programando voltar para a sua terra de origem, uma vez que  sua mulher de 38 anos, já estava residindo novamente no Rio Grande do Sul.

Conforme o boletim de ocorrência, o homem, que era caminhoneiro, estava conduzindo o veículo na companhia de um ajudante quando o pneu furou.

Ele desceu para fazer a troca e teria ficado de costas de costas para a pista, enquanto o ajudante permaneceu do outro lado do caminhão. Após ouvir um barulho, o ajudante foi verificar o que tinha acontecido e encontrou a vítima ferida no chão.

O caminhoneiro foi socorrido e levado para a UPA (Unidade de Pronto Atendimento), mas não resistiu aos ferimentos e acabou falecendo.  O caso foi registrado na Depac de Dourados como morte a esclarecer.

Jornal Midiamax