Polícia

Bombeiro da reserva preso pela PRF em MS levava carga de ‘supermaconha’ no carro

Bombeiro militar da reserva, detido em flagrante na tarde de domingo (10) em Rio Brilhante, cidade a 153 quilômetros de Campo Grande, fazia o transporte de skunk no carro, a ‘supermaconha’. Ele estava acompanhado da mãe do filho dele, uma jovem de 23 anos. Conforme a PRF (Polícia Rodoviária Federal), o Uno placas de Goiás […]

Renata Portela Publicado em 11/05/2020, às 09h28 - Atualizado às 11h23

Imagem ilustrativa
Imagem ilustrativa - Imagem ilustrativa

Bombeiro militar da reserva, detido em flagrante na tarde de domingo (10) em Rio Brilhante, cidade a 153 quilômetros de Campo Grande, fazia o transporte de skunk no carro, a ‘supermaconha’. Ele estava acompanhado da mãe do filho dele, uma jovem de 23 anos.

Conforme a PRF (Polícia Rodoviária Federal), o Uno placas de Goiás foi abordado e era conduzido pelo bombeiro e tinha como passageira a mulher de 23 anos. Ele se identificou como bombeiro aos agentes, apresentou a funcional e disse que voltava de Dourados, onde foi visitar parentes da esposa.

Como os dois demonstraram nervosismo, os agentes decidiram fazer fiscalização no carro, encontrando dentro do receptáculo do estepe e dentro de uma caixa de som, além do forro do banco traseiro dos passageiros, 18 quilos de skunk, a ‘supermaconha’. A droga é considerada maconha de alta concentração e tem maior valor de mercado.

Também havia 2 quilos de maconha tradicional, totalizando 20 quilos de droga. O militar se negou a dar declarações, pediu que a Associação de Cabos e Sargentos do Estado de origem fosse avisada para que conseguissem para ele um advogado. A mulher confessou que ele é pai do filho dela e os dois acordaram em praticar o tráfico.

Segundo ela, eles foram de Goiânia (GO) até Aral Moreira, região de fronteira com o Paraguai, onde o carro foi preparado com a droga. Eles receberiam R$ 20 mil para fazerem o transporte e acabaram presos por tráfico de drogas.

Jornal Midiamax