Barraco: Ao cobrar pensão, mulher quebra marcenaria do ex e ameaça PMs

Mulher de 44 anos foi denunciada depois de causar danos na marcenaria do ex-marido, de 40 anos, durante cobrança de pensão alimentícia nesta sexta-feira (31), no centro de Ponta Porã, a 334 quilômetros de Campo Grande. Sobrou até para os policiais militares que atenderam a ocorrência, que foram ameaçados pela mulher. Conforme boletim de ocorrência, […]
| 31/10/2020
- 13:27
Barraco: Ao cobrar pensão, mulher quebra marcenaria do ex e ameaça PMs
Caso está sendo apurado pela delegacia de Ponta Porã. (Foto: Divulgação) - Caso está sendo apurado pela delegacia de Ponta Porã. (Foto: Divulgação)

Mulher de 44 anos foi denunciada depois de causar danos na marcenaria do ex-marido, de 40 anos, durante cobrança de alimentícia nesta sexta-feira (31), no centro de Ponta Porã, a 334 quilômetros de Campo Grande. Sobrou até para os policiais militares que atenderam a ocorrência, que foram ameaçados pela mulher.

Conforme boletim de ocorrência, o empresário disse que saiu para ir ao mercado, quando recebeu uma ligação de um funcionário dizendo que a ex-mulher dele estava no local quebrando vidros e móveis da loja. Ele então voltou ao estabelecimento, mas a mulher havia acabado de sair. Porém, instantes depois apareceu de novo.

Teve início uma discussão pela qual a mulher cobrava o pagamento de pensão, mas o homem alegava que já havia depositado R$ 1 mil. Mesmo assim, ela começou a agredi-lo com socos e empurrões e em seguida jogou uma mesa de vidro no chão, destruindo o objeto. A fim de tentar evitar mais problemas, o homem saiu do local.

A Polícia Militar foi acionada e se deparou com a mulher no carro na frente do estabelecimento. O comerciante então voltou e disse que tinha interesse em representar criminalmente contra a ex. Ela chegou a tentar impedir a entrada da equipe no local para averiguação dos danos. A mulher então se descontrolou mais uma vez e avançou contra o ex-marido.

Foi preciso uso de força para contê-la. A partir de então, ela passou a ameaçar os policiais e entrou em contato com um alegando que havia sido agredida pela guarnição. Diante dos fatos, o caso foi encaminhado à Delegacia de da cidade. Ela responde por ameaça, perturbação do sossego e dano.

Veja também

O prefeito da cidade paraguaia de Pedro Juan Caballero, José Carlos Acevedo, 53, que sofreu...

Últimas notícias