Polícia

Suspeito diz que matou homem a tiros em condomínio após ser ameaçado

Após ter sido identificado, homem de 34 anos foi indiciado pela morte de Wander de Oliveira, de 45 anos, crime cometido no dia 5 deste mês no Jardim Campo Nobre. A vítima e o autor tiveram uma discussão e Wander foi ferido a tiros na cabeça e abdômen, falecendo no dia seguinte na Santa Casa […]

Renata Portela Publicado em 21/10/2019, às 11h43 - Atualizado às 12h09

Arma foi entregue à polícia (Foto: Divulgação, PCMS)
Arma foi entregue à polícia (Foto: Divulgação, PCMS) - Arma foi entregue à polícia (Foto: Divulgação, PCMS)

Após ter sido identificado, homem de 34 anos foi indiciado pela morte de Wander de Oliveira, de 45 anos, crime cometido no dia 5 deste mês no Jardim Campo Nobre. A vítima e o autor tiveram uma discussão e Wander foi ferido a tiros na cabeça e abdômen, falecendo no dia seguinte na Santa Casa de Campo Grande.

Conforme a Polícia Civil, o autor do crime foi identificado após investigações do SIG (Setor de Investigações Gerais) da 5ª Delegacia. D.B.C, de 34 anos, se apresentou e confessou o crime, entregando ainda o revólver calibre 38 que usou. Ele disse que estava sendo ameaçado por Wander, que traficava no condomínio onde o crime aconteceu.

Ainda conforme o suspeito, ele era vigilante no condomínio e isso estaria atrapalhando a venda de drogas no local e por isso teria sido ameaçado por Wander. Ele responderá pelo homicídio e porte ilegal de arma.

Discussão e morte

Wander e o autor do crime teriam discutido na manhã daquele sábado (5) no condomínio residencial. Os dois teriam passado a noite ingerindo bebidas alcoólicas e moradores não souberam informar o motivo da discussão, mas durante a briga o autor do crime atirou contra Wander, o atingindo três vezes.

Conforme as testemunhas, a vítima ainda tentou fugir correndo após ser ferida e chegou a passar por crianças que brincavam no condomínio, enquanto o autor a perseguia. O homem fez o terceiro disparo, quando Wander caiu no chão.

O autor do crime fugiu antes que a polícia chegasse ao local. A vítima foi socorrida, encaminhada para a Santa Casa e teve parada cardiorrespiratória na madrugada de domingo, quando faleceu.

Jornal Midiamax