Polícia

Suspeito de matar três-lagoense em RS teria tentado estuprar a vítima

Na manhã deste sábado (14), foi preso o jovem de 19 anos suspeito de assassinar a jovem trans Carolline Dias, de 27 anos. A vítima era de Três Lagoas e o crime aconteceu em Santa Maria, no Rio Grande do Sul na madrugada do último dia 7. Conforme as informações da polícia, o jovem portava […]

Renata Portela Publicado em 14/09/2019, às 10h40 - Atualizado às 16h16

(Foto: JP News)
(Foto: JP News) - (Foto: JP News)

Na manhã deste sábado (14), foi preso o jovem de 19 anos suspeito de assassinar a jovem trans Carolline Dias, de 27 anos. A vítima era de Três Lagoas e o crime aconteceu em Santa Maria, no Rio Grande do Sul na madrugada do último dia 7.

Conforme as informações da polícia, o jovem portava um revólver calibre 32, carregado e com numeração raspada e há suspeita de que a arma tenha sido usada no crime. Segundo o delegado Gabriel Zanella, titular de DHPP (Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa), o rapaz teria saído da prisão um dia antes do homicídio. Ele foi preso em abril por roubo, mas recebeu liberdade provisória.

Investigações apontam que o homicídio de Carolline foi por conta de uma tratativa de programa sexual, seguida de tentativa de estupro, conforme o site JP News. O delegado ainda afirmou que a vítima tentou escapar e fugiu a pé antes de receber o tiro nas costas.

Morte

A jovem Carolline foi assassinada na madrugada do dia 7, por volta das 5h30. Ela chegou a ser socorrida pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), mas não resistiu e morreu no hospital. A família e amigos fizeram um apelo nas redes sociais para conseguirem juntar os R$ 8 mil necessários para o traslado do corpo da vítima.

Eles conseguiram o montante e Carolline, registrada anteriormente como Lucas Vinícius Alexandre da Silva, foi velada e sepultada em Três Lagoas.

Jornal Midiamax