Polícia

Preso após perseguição e tiro nega tentativa de furto na Chácara Cachoeira

O homem de 34 anos, preso na manhã de quarta-feira (18) após perseguição policial na região da Chácara Cachoeira, negou que tenha tentado furtar um HB20. Ele estava em uma Biz e só foi detido após ser perseguido e os policiais atirarem uma vez. Em depoimento na delegacia, o homem alegou que estava nos altos […]

Renata Portela Publicado em 19/12/2019, às 08h47

Imagem ilustrativa
Imagem ilustrativa - Imagem ilustrativa

O homem de 34 anos, preso na manhã de quarta-feira (18) após perseguição policial na região da Chácara Cachoeira, negou que tenha tentado furtar um HB20. Ele estava em uma Biz e só foi detido após ser perseguido e os policiais atirarem uma vez.

Em depoimento na delegacia, o homem alegou que estava nos altos da Avenida Afonso Pena, tomando água de coco. Em determinado momento ele foi até a Cidade do Natal, onde colocaria os nomes dos filhos na lista para participar da tour no ônibus. Quando ia embora, ele viu a viatura policial.

Conforme o depoimento, o homem subiu na Biz, quando percebeu que os militares o abordariam e começou a fugir. Ele alegou que só fugiu porque não tinha CNH (Carteira Nacional de Habilitação) e o documento da moto estava atrasado. Ele pilotou o veículo em direção à Câmara e foi seguido pelos policiais.

Quando os militares atiraram, o homem teria se jogado no chão, conforme o depoimento dele. Ele negou que tenha resistido à prisão e também que a mochila apreendida com ele estaria vazia. Segundo o suspeito, na mochila havia cobranças, que ele fazia. No registro policial consta a informação de que ele foi flagrado forçando a janela de um HB20 e, por isso, foi abordado.

O homem passa por audiência de custódia nesta quinta-feira (19) e já tem passagens por furto de veículo, homicídio doloso e receptação.

Jornal Midiamax