Polícia investiga se namorado planejou passar por cima de jovem com carro até a morte

A polícia da cidade de Caarapó – a 273 quilômetros de Campo Grande – acredita que Thiago Belatorres de 29 anos tenha premeditado a morte da namorada, Carla Sampaio Tanan, de 36 anos, que foi assassinada atropelada por ele depois de uma festa de família. Segundo o delegado Anezio Rosa de Andrade, Thiago já foi […]
| 12/03/2019
- 13:05
Polícia investiga se namorado planejou passar por cima de jovem com carro até a morte

A polícia da cidade de Caarapó – a 273 quilômetros de Campo Grande – acredita que Thiago Belatorres de 29 anos tenha premeditado a morte da namorada, Carla Sampaio Tanan, de 36 anos, que foi assassinada atropelada por ele depois de uma festa de família.

Segundo o delegado Anezio Rosa de Andrade, Thiago já foi levado para o presídio de Caarapó e também já teria sido feito o pedido de prisão preventiva dele. Andrade contou que durante o depoimento, Thiago teria se mostrado bastante frio e em algumas vezes forçava o choro, e que em nenhum momento mostrou arrependimento.

O irmão de Carla teria falado a polícia, que antes do casal sair da festa, Thiago havia dito a ele que “está será a última vez que você vai ver a Carla”. O homem teria ficado sem entender a afirmação do cunhado. “Acreditamos que ele (Thiago) já estaria premeditando a morte da Carla”, disse o delegado.

Ainda segundo Andrade, a perícia constatou que Thiago passou duas vezes com o carro por cima do corpo da vítima. Ele queria voltar para a festa sozinho, já que teria ficado com ciúmes por Carla estar dançando no aniversário.

Sobre o atropelamento, Thiago teria dito em depoimento que a namorada se jogou na frente do veículo, e que ele não teria visto, o que foi contestado pela perícia.

Testemunhas afirmam que o casal vivia um relacionamento conturbado. O casal é de Dourados e estava em uma festa de aniversário em Caarapó. Eles saíram do local e teriam discutido após Thiago querer voltar para pegar um pertence. O suspeito entrou no veículo Montana e Carla entrou na frente para impedi-lo de sair.

Em seguida, ele acelerou o veículo e atropelou a namorada. Segundo Thiago, ele engatou a ré para sair de cima do corpo de Carla e não tinha intenção de atropelar ela. No entanto, testemunhas afirmaram que ele passou pelo corpo da namorada três vezes.

A vítima trabalhava na mesma empresa que o namorado. Ela tinha três filhos e o maior, uma criança de 10 anos, estava no momento e viu a mãe sendo atropelada.

 

 

Veja também

Polícia Militar Rodoviária apreendeu 146 qulos de maconha na MS 473, em Nova Andradina, cidade...

Últimas notícias