Polícia

Polícia Ambiental fecha lava-jato e multa proprietário em R$ 9 mil

A PMA (Polícia Militar Ambiental) de Aparecida do Taboado fechou um lava-jato que funcionava em desacordo com a licença e autua proprietário em R$ 9 mil. Policiais de Aparecida do Taboado fecharam o lava-jato que funcionava ilegalmente na cidade de Paranaíba. Depois de denúncias, A PMA esteve ontem (19) no local e verificou que a […]

Diego Alves Publicado em 20/10/2019, às 21h43 - Atualizado em 21/10/2019, às 14h18

Divulgação PMA
Divulgação PMA - Divulgação PMA

A PMA (Polícia Militar Ambiental) de Aparecida do Taboado fechou um lava-jato que funcionava em desacordo com a licença e autua proprietário em R$ 9 mil. Policiais de Aparecida do Taboado fecharam o lava-jato que funcionava ilegalmente na cidade de Paranaíba.

Depois de denúncias, A PMA esteve ontem (19) no local e verificou que a empresa funcionava com uma autorização ambiental eletrônica (AE), do órgão ambiental, porém, confrontando com a quantidade de água que poderia utilizar pela licença, a equipe verificou que era retirada água, quase duas vezes a mais do que a autorização permitia.

A empresa utilizava bombas para a retirada da água de um córrego, cuja permissão pelo tipo autorização que possuía era de até 10 m³, porém, retirava 28,75 m³, portanto, em desacordo com a licença. As atividades foram paralisadas e o proprietário da empresa (53), residente em Paranaíba, foi autuado administrativamente e multado em R$ 9 mil.

O autuado responderá por crime ambiental de funcionar atividade potencialmente poluidora em desacordo com a autorização ambiental. Se condenado, poderá pegar pena de detenção, de três meses a um ano de detenção. Ele também foi notificado a regularizar as atividades.

Jornal Midiamax