Polícia

Pistoleiros executam com 18 tiros integrante da quadrilha de Pavão na porta de casa e deixam dois feridos

Com pelo menos 18 tiros foi executado na madrugada deste sábado (2), em Pedro Juan Caballero, na fronteira com Ponta Porã – a 346 quilômetros de Campo Grande, um rapaz de 25 anos identificado como, Hector Gustavo Fariña Argaña, que seria integrante da quadrilha de Jarvis Pavão. Ele estava em frente a uma casa quando […]

Thatiana Melo Publicado em 02/02/2019, às 09h36 - Atualizado às 10h51

None

Com pelo menos 18 tiros foi executado na madrugada deste sábado (2), em Pedro Juan Caballero, na fronteira com Ponta Porã – a 346 quilômetros de Campo Grande, um rapaz de 25 anos identificado como, Hector Gustavo Fariña Argaña, que seria integrante da quadrilha de Jarvis Pavão. Ele estava em frente a uma casa quando foi assassinado.

Pistoleiros chegaram em uma motocicleta por volta da 1h10 da madrugada deste sábado (2) e efetuara 18 tiros contra Hector, que estava na companhia de mais duas pessoas em frente à residência. Uma das vítimas foi atingida no braço e na perna, senso socorrida para o hospital da cidade.

A outra vítima, segundo o site Porã News, também efetuou disparos contra os pistoleiros e foi ferido no abdômen, sendo socorrido em estado grave para o hospital. Em seguida, os autores fugiram e a polícia acredita que o crime tenha relação com acerto de contas do crime organizado, mas nenhuma linha de investigação é descartada.

Hector Gustavo era integrante da quadrilha de Jarvis Pavão, e no dia 7 de dezembro de 2018 teria sido preso com outras pessoas, na casa do tio de Pavão, Francisco Gimenez, ‘Chico Gimenez’, assassinado com vários tiros de fuzil, no dia 17 de janeiro.

Jornal Midiamax