Polícia

Nelsinho questiona forma e prisão de Temer antes de acusação ou condenação

Durante agenda pública em Campo Grande, na manhã desta sexta-feira (22), o senador Nelsinho Trad (PSD), analisou a prisão do ex-presidente Michel Temer (MDB-SP), ocorrida na manhã de ontem, quinta-feira (21), e que ganhou destaque internacional. “Entendo que qualquer cidadão que cometa algum delito deva pagar. Ocorre que a situação como essa em que o […]

Ludyney Moura Publicado em 22/03/2019, às 12h45

Senador Nelson Trad Filho (Foto: Marcos Ermínio)
Senador Nelson Trad Filho (Foto: Marcos Ermínio) - Senador Nelson Trad Filho (Foto: Marcos Ermínio)

Durante agenda pública em Campo Grande, na manhã desta sexta-feira (22), o senador Nelsinho Trad (PSD), analisou a prisão do ex-presidente Michel Temer (MDB-SP), ocorrida na manhã de ontem, quinta-feira (21), e que ganhou destaque internacional.

“Entendo que qualquer cidadão que cometa algum delito deva pagar. Ocorre que a situação como essa em que o alvo nem é réu, e nem foi acusado, investigação nem foi concluída, entendo que deveria haver um andamento mais apropriado desse processo até chegar ao ponto que chegou”, afirmou o senador.

Trad argumentou que Temer é uma pessoa com residência fixa, conhecido internacionalmente e um ex-chefe de Estado. O parlamentar questionou a forma como se deu a prisão do emedebista.

À exemplo de outras figuras públicas, o senador lembrou de algumas ações da Operação Lava Jato, como conduções coercitivas e prisões preventivas que ganharam demasiados destaque na mídia.

“Deve haver esgotamento maior das questões processuais para chegar a esse ponto (prisão). Em determinadas situações estão subvertendo ordem natural do devido processo legal”, finalizou Nelsinho Trad.

Jornal Midiamax