Polícia

Morador agride bombeiros após cigarro de maconha provocar incêndio em casa

Bombeiros que foram combater um incêndio em vegetação na região do Bom Retiro, em Campo Grande, na manhã deste sábado (14) acabaram agredidos por um homem. Ele é morador em um barraco nas proximidades e também teve a casa queimada, mas a suspeita é que o fogo tenha começado em um cigarro de maconha. Conforme […]

Renata Portela Publicado em 14/09/2019, às 11h32 - Atualizado em 15/09/2019, às 16h55

Incêndio destruiu a residência (Foto: Leonardo de França)
Incêndio destruiu a residência (Foto: Leonardo de França) - Incêndio destruiu a residência (Foto: Leonardo de França)

Bombeiros que foram combater um incêndio em vegetação na região do Bom Retiro, em Campo Grande, na manhã deste sábado (14) acabaram agredidos por um homem. Ele é morador em um barraco nas proximidades e também teve a casa queimada, mas a suspeita é que o fogo tenha começado em um cigarro de maconha.

Conforme o Corpo de Bombeiros, equipe fazia combate ao incêndio na vegetação quando o homem chamou os militares alegando que a casa dele também estava pegando fogo. Foi feita a limpeza em volta do barraco para impedir que o fogo da vegetação chegasse no local, mas posteriormente os bombeiros perceberam que as chamas começaram dentro da residência.

Na tentativa de entrar no local, os militares foram agredidos pelo homem. Eles então acionaram a Polícia Militar e uma equipe da 11ª CIPM (Companhia Independente da Polícia Militar) foi até o local. O homem fugiu com a companheira e uma criança e os bombeiros controlaram as chamas utilizando 600 litros de água.

Após o rescaldo, foi constatado que o fogo teria começado em um cigarro de maconha. Os bombeiros ainda continuaram no local por conta do incêndio na vegetação, nas proximidades, que foi controlado com abafadores mas poderia voltar, já que havia pequenos focos e muito calor no local.

Jornal Midiamax