Executados na fronteira com mais de 30 tiros eram detentos do semiaberto

Dois homens que morreram na fronteira com o Paraguai na manhã desta sexta-feira (6) são detentos que cumpriam pena no regime semiaberto. Alan Waldir Correia da Silva, de 30 anos, e João Céspedes Peres, de 49 anos, foram mortos a tiros enquanto andavam em um carro em Ponta Porã, a 346 quilômetros de Campo Grande. […]
| 06/12/2019
- 12:56
Dois homens morreram no local (Foto: Via WhatsApp)
Dois homens morreram no local (Foto: Via WhatsApp) - Dois homens morreram no local (Foto: Via WhatsApp)

Dois homens que morreram na fronteira com o Paraguai na manhã desta sexta-feira (6) são detentos que cumpriam pena no regime semiaberto. Alan Waldir Correia da Silva, de 30 anos, e João Céspedes Peres, de 49 anos, foram mortos a tiros enquanto andavam em um carro em Ponta Porã, a 346 quilômetros de Campo Grande.

Além dos dois homens, outros dois estariam na Parati branca, mas sobreviveram e teriam sido socorridos ao Hospital Regional de Ponta Porã. Conforme o site MS em Foco, um homem de 31 anos que estava no banco de trás foi ferido com tiro na perna. Já o outro, que não teve a idade revelada, também teria sido socorrido, mas não foi localizado pela polícia.

Conforme informações apuradas no local, mais de 30 disparos de pistola foram feitos contra os ocupantes do veículo. de Ponta Porã investiga o caso, tratado como qualificado. A princípio os pistoleiros teriam fugido para o Paraguai e não foram encontrados.

Veja também

Houve briga de grupo que não estava na festa em frente ao local da comemoração

Últimas notícias