Polícia

Estelionatário preso após gastar R$ 13 mil de vítima diz que ‘faz essas patifarias mesmo’

Membro de quadrilha especializada no furto de cartões de crédito, José Sales de Souza de 51 anos foi preso em flagrante ao sair de uma agência bancária no último sábado (10) em Campo Grade. Ele tinha acabado de aplicar o golpe em um idoso de 83 anos que teve mais de R$ 13 mil retirados […]

Renata Portela Publicado em 12/08/2019, às 09h39 - Atualizado às 11h06

(Foto: Marcos Ermínio, Midiamax)
(Foto: Marcos Ermínio, Midiamax) - (Foto: Marcos Ermínio, Midiamax)

Membro de quadrilha especializada no furto de cartões de crédito, José Sales de Souza de 51 anos foi preso em flagrante ao sair de uma agência bancária no último sábado (10) em Campo Grade. Ele tinha acabado de aplicar o golpe em um idoso de 83 anos que teve mais de R$ 13 mil retirados da conta.

Segundo o idoso, ele estava em uma agência na Avenida Afonso Pena quando José apareceu e mostrou um papel em branco, orientando a vítima a fazer o cadastro biométrico. O homem disse à polícia que não percebeu o momento em que teve o cartão de crédito trocado pelo estelionatário e acabou com o cartão em nome de outra pessoa.

No celular, a vítima recebeu mensagens do banco com comprovante de várias compras totalizando R$ 13.998. Investigadores da 1ª Delegacia de Polícia Civil conseguiram prender o estelionatário em flagrante na agência da Rua Maracaju, prestes a aplicar outro golpe. O comparsa que estava com ele conseguiu fugir do local.

Em depoimento à polícia José confessou que é morador em São Paulo, mas desde 2018 vem para Campo Grande cometer esse tipo de crime. “Faço essas patifarias mesmo, vou de cidade em cidade fazendo isso”, disse. Ele também afirmou que aplica os golpes com ajuda de comparsas.

Segundo José Sales, esses comparsas passam para ele boletos de multas e impostos que ele paga com os cartões das vítimas. Com isso de 25% a 30% do valor do boleto é repassado para ele e na última ocasião antes de ser preso ele pagou um boleto de R$ 10 mil emitido pelos estelionatários.

O cartão da vítima foi apreendido na carteira de José, além dos comprovantes. Ele responderá pelos crimes de furto qualificado com abuso de confiança ou mediante fraude ou escalada e destreza e promover, constituir, financiar ou integrar pessoalmente ou por interposta pessoa organização criminosa. José passará por audiência de custódia nesta segunda-feira (12).

Jornal Midiamax