Em sepultamento, família é orientada a não falar sobre carnavalesco morto com 14 facadas

O sepultamento do comerciante Valério Encina, de 48 anos, aconteceu na manhã desta sexta-feira (19) no cemitério Santo Amaro, em Campo Grande. Os familiares e amigos foram orientados a não comentar sobre o crime com a imprensa. Valério foi morto na madrugada da quinta-feira (18) com 14 facadas. Bastante abalados, os familiares e amigos próximos […]
| 19/04/2019
- 13:53
Em sepultamento, família é orientada a não falar sobre carnavalesco morto com 14 facadas

O sepultamento do comerciante Valério Encina, de 48 anos, aconteceu na manhã desta sexta-feira (19) no cemitério Santo Amaro, em Campo Grande. Os familiares e amigos foram orientados a não comentar sobre o crime com a imprensa. Valério foi morto na madrugada da quinta-feira (18) com 14 facadas.

Bastante abalados, os familiares e amigos próximos não fazem ideia do que pode ter motivado um crime tão violento. As 14 facadas chocaram quem era próximo de Valério, conhecido por ser uma pessoa bastante alegre, que era próximo da família e tinha um relacionamento estável há 15 anos. Entretanto, a orientação é de manter a discrição, para não atrapalhar as investigações sobre o crime.

Um amigo do comerciante e membro da escola de samba G.R.E.S Os Catedráticos do Samba, que preferiu não se identificar, conta que a impressão que todos tinham de Valério é de uma pessoa muito animada e com uma energia contagiante, o que os deixa ainda mais chocados com o crime. A família foi orientada por investigadora da 6ª Delegacia de Polícia Civil a não dar detalhes sobre o caso.

Nas redes sociais da escola de samba, foi publicada uma imagem de luto pela morte do comerciante. “O nosso coração veste-se de luto, a falta que você vai deixar. Sua alegria não desaparecerá na avenida da saudade, mas será a nossa estrela a brilhar nas noites da alegria do carnaval”.

Caso

Valério Encina foi encontrado morto em via pública, dentro de seu veículo, um Ford Fiesta, por volta das 4h da madrugada desta quinta-feira (18), na Rua Clineu Moraes da Costa, no bairro Jardim Leblon, na Capital.

A vítima teria sofrido 14 golpes de faca após ter ido até uma conveniência para comprar bebidas alcoólicas. Ele tentou fugir em seu veículo, porém, provavelmente devido à gravidade dos ferimentos, Valério teria perdido o controle do carro e morrido no local. Imagens mostram os últimos momentos do comerciante.

Tanto a autoria do crime quanto a motivação, estão sob investigações do GOI (Grupo de Operação e Investigação), que estão colhendo mais informações sobre o crime. O caso deverá ser encaminhado para a 6ª Delegacia de Polícia Civil.

Veja também

Um homem foi preso por furtar fios de uma residência que funciona como depósito por...

Últimas notícias