Polícia

Cabo da PM é agredido ao atender denúncia de homem que teria batido em idosa

Um homem de 33 anos foi preso na noite desse sábado (27), após agredir um policial militar. O fato aconteceu no bairro Vida Nova, em Campo Grande. Os policiais foram até o local após receberem denúncia de que o mesmo estaria batendo em uma idosa de 86 anos, ao ser detido na viatura acabou agredindo […]

Mariana Rodrigues Publicado em 28/04/2019, às 06h37 - Atualizado em 29/04/2019, às 09h41

Imagem ilustrativa
Imagem ilustrativa - Imagem ilustrativa

Um homem de 33 anos foi preso na noite desse sábado (27), após agredir um policial militar. O fato aconteceu no bairro Vida Nova, em Campo Grande. Os policiais foram até o local após receberem denúncia de que o mesmo estaria batendo em uma idosa de 86 anos, ao ser detido na viatura acabou agredindo um policial causando lesões na boca.

Conforme informações do boletim de ocorrência, denúncias davam conta de que o autor estaria batendo em uma idosa no meio da rua, quando os militares chegaram lá a idosa negou que estivesse sendo agredida.

Ao conversar com o autor, que estava muito agressivo, conforme informações policiais, e investiu contra a guarnição sendo controlado, algemado e colocado dentro do compartimento de preso da viatura.

No compartimento de preso começou a se debater e com os pés danificou o revestimento interno da viatura e posteriormente conseguiu abrir a tampa traseira e depois de aberta abriu as algemas, investindo novamente contra os policiais. Em um desses momentos ele agrediu um policial de 32 anos na boca, causando uma lesão na parte inferior da língua.

Novamente o autor foi imobilizado, algemado e colocado novamente no compartimento de preso da viatura. O autor apresenta pequenos arranhões pelo corpo, já o cabo foi atendido na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Coronel Antonino e posteriormente encaminhado para Santa Casa, onde passará por cirurgia.

Ainda conforme boletim de ocorrência, durante todo trajeto para a delegacia o autor proferia palavras ofensivas e em tom de ameaça contra os policiais, dizendo que iria acabar com a carreira dos policiais envolvidos na ocorrência pois conhecia pessoas de influência. O autor foi conduzido a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro.

Jornal Midiamax