Polícia

Árbitro de MS que apita no Brasileirão é acusado de agredir esposa

Um árbitro sul-mato-grossense, que apita em campeonato estadual e no Brasileirão, é acusado de agredir a esposa de 43 anos. A denúncia foi feita pela mulher na Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher) em Campo Grande, nesta sexta-feira (20). A reportagem conversou com o árbitro, que negou as agressões e afirmou que os fatos […]

Dayene Paz Publicado em 20/12/2019, às 19h10

Delegacia fica na Casa da Mulher Brasileira. (Arquivo)
Delegacia fica na Casa da Mulher Brasileira. (Arquivo) - Delegacia fica na Casa da Mulher Brasileira. (Arquivo)

Um árbitro sul-mato-grossense, que apita em campeonato estadual e no Brasileirão, é acusado de agredir a esposa de 43 anos. A denúncia foi feita pela mulher na Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher) em Campo Grande, nesta sexta-feira (20). A reportagem conversou com o árbitro, que negou as agressões e afirmou que os fatos serão esclarecidos.

As agressões teriam ocorrido na residência do casal na noite desta quinta-feira (19) e segundo ocorrência policial, a mulher relata que teriam ocorrido outras vezes. Na noite de ontem, eles teriam tido uma discussão, quando o árbitro teria jogado um copo de água no rosto da mulher e também esmurrou a porta. A mulher não representou criminalmente contra o esposo.

“Foi uma discussão de casal, não existe agressão, até porque estava com meu filho de oito anos. Aconteceu a discussão por conta do horário que ele estava jogando vídeo game”, relatou o homem.

O árbitro ainda relatou que sempre se deu bem com a esposa no relacionamento quem eles mantêm há dois anos. “Eu e ela sempre nos demos bem, recentemente a gente viajou para Europa, a gente se ajuda, a gente trabalha”, disse.

O advogado, Riad Saddi também respondeu a equipe do Midiamaxe falou que os fatos serão esclarecidos. “Tem muitas inverdades e não teve essa agressão. Os fatos serão esclarecidos no momento oportuno”, ressaltou Riad.

Jornal Midiamax