Polícia

Ainda internada, mãe é investigada por morte de bebê ao se automedicar

A morte do bebê logo após nascer na quinta-feira (17) ainda é investigada pela polícia civil de Dourados. Internada desde então, a mãe, de 21 anos, está sob escolta no Hospital Universitário e as autoridades querem saber se a automedicação antes de realizar o parto foi fundamental na morte do menor. Segundo a polícia, a […]

Renato Giansante Publicado em 19/10/2019, às 10h22 - Atualizado às 12h07

Mãe segue internada no HU (foto: Divulgação)
Mãe segue internada no HU (foto: Divulgação) - Mãe segue internada no HU (foto: Divulgação)

A morte do bebê logo após nascer na quinta-feira (17) ainda é investigada pela polícia civil de Dourados. Internada desde então, a mãe, de 21 anos, está sob escolta no Hospital Universitário e as autoridades querem saber se a automedicação antes de realizar o parto foi fundamental na morte do menor.

Segundo a polícia, a mulher foi autuada por homicídio e deveria ter passado por audiência de custódia na sexta-feira, mas devido ao estado de saúde foi adiado.

A polícia ainda trabalha com a investigação da jovem ter escondido a gravidez da família e no serviço. Na quinta-feira (17), ela trabalhava em um salão no BNH IV Plano e teria passado mal.

A mulher se automedicou e seguiu no trabalho, mas momentos depois entrou em trabalho de parto e a criança nasceu. O Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) foi acionado e encaminhou o bebê e a mãe para o HU, porém, no caminho, a criança que pesava 3,3 kg teria morrido. O corpo foi levado ao Imol (Instituto de Medicina e Odontologia Legal) para passar por análise.

Jornal Midiamax