Polícia

Presos por drogar e estuprar garota de 16 anos negam, mas se contradizem

Garota de 16 anos foi drogada, amarrada e estuprada

Thatiana Melo Publicado em 19/02/2018, às 12h37

None

Garota de 16 anos foi drogada, amarrada e estuprada

Os dois homens presos por estuprar uma adolescente de 16 anos, na Vila Nasser no dia 11 deste mês negaram em depoimento que tenham cometido o crime. No entando, os depoimentos apresentam contradições nas versões apresentadas por cada um deles. A garota foi drogada com cocaína pelos suspeitos.

Um dos suspeitos, de 37 anos, inicialmente negou conhecer a adolescente, mas depois disse que ela estaria ‘armando’ para que ele se separasse de sua esposa. Ainda durante o depoimento, o homem disse ser usuário de drogas e ter passagens pela polícia.

Já o depoimento do outro suspeito conta a versão de que a adolescente não esteve na sua residência no dia do crime, e que imagens de câmeras de segurança dos vizinhos poderiam  comprovar sua história. Ainda segundo a versão dele, a menina teria se tornado conhecida porque ela tinha amizade com sua ex-inquilina. No dia do crime, a garota estaria na companhia de outra menor, que não foi localizada.

Ainda segundo informações, a vítima estaria morando na casa de uma amiga após ter sido expulsa de sua residência pela mãe. Inclusive, a mulher que estaria dando abrigo a garota é que teria chamado a polícia. Informações são de que a adolescente já teria sido abusada pelo avô.Presos por drogar e estuprar garota de 16 anos negam, mas se contradizem

O estupro

O crime aconteceu no dia 11 deste mês, na Vila Nasser. Os suspeitos drogaram, amordaçaram e estupraram uma adolescente de 16 anos. A polícia chegou até os suspeitos depois que uma mulher, de 38 anos, acionou a PM.

A vítima contou que foi estuprada por três homens sendo que um deles, de 34 anos, a obrigou a cheirar cocaína, passando o pó no seu nariz.

Ela afirmou que tentou fugir, mas logo foi capturada por um dos homens que a amarrou. Em seguida, a garota começou a ser violentada e, enquanto um estuprava a vítima, os outros dois assistiam se masturbando.

Um dos homens, o mesmo que obrigou a adolescente a usar drogas, estava com uma arma de fogo e a ameaçava constantemente para não gritar ou contar para alguém posteriormente. A adolescente, mesmo com os pulsos e pernas amarrados, conseguiu fugir e pedir ajuda à uma moradora. A Polícia Militar flagrou os três homens nas proximidades. A arma e 6,8 gramas de cocaína foram apreendidos e os suspeitos encaminhados para a Deam.

Jornal Midiamax