Polícia

Reconstituição pode indicar quem atirou na cabeça de jovem durante assalto

Rapaz levou tiro na testa e morreu

Diego Alves Publicado em 29/04/2018, às 22h00 - Atualizado em 01/05/2018, às 10h28

None

A Polícia Civil fez a reconstituição da tentativa de latrocínio contra o jovem Vitor Hugo Garcia Córdoba de 18 anos, ocorrido por volta das 23 horas do último dia 25 de março no cruzamento da Rua Maria Stuart com a Rua das Balsas no Bairro Estrela do Sul em Campo Grande. Vitor foi atingido com um tiro na testa durante a tentativa de roubo.Reconstituição pode indicar quem atirou na cabeça de jovem durante assalto

A Santa Casa informou que a família do jovem não autoriza mais o hospital a repassar informações sobre o estado de saúde de Vitor à imprensa. Até o início do mês de abril, a Santa Casa havia informado que Vitor estava sedado, entubado e fazendo uso de antibióticos.

Os três suspeitos, de 15, 19 e 20 anos, foram presos e apreendido aproximadamente cinco dias após o crime. A reprodução simulada dos fatos servirá para a perícia esclarecer quem realmente atirou contra o jovem.

A principal suspeita é a de que o adolescente de 15 anos teria efetuado os tiros. Com os rostos encapuzados, os três relataram aos policiais como ocorreu o crime.

Sem condições de contratar um advogado, o defensor público da infância e juventude, Eugênio Luiz Dameão, designado para fazer a defesa do adolescente, acompanhou a reconstituição comandada pelo delegado Sérgio Luiz Caldas, da segunda delegacia. A polícia agora aguarda os laudos da perícia sobre a reconstituição para encerrar o inquérito e encaminhá-lo à Justiça.

Tentativa de latrocínio

Vitor havia acabado de sair de uma lanchonete com mais três amigos, quando foram abordados pelo trio que estava em um veículo VW Gol. Um dos autores então teria dito “perdeu, perdeu”, momento em que as vítimas correram. Os três não levaram nenhum pertence de Vitor.

Cinco tiros foram de uma pistola 380 foram disparados e um atingiu a testa de Vitor. Uma câmera de segurança próxima filmou o momento da ação.

Jornal Midiamax