Polícia

Polícia investiga participação do narcotráfico em tentativa de decapitação de mulher

A polícia já tem um suspeito para o assassinato de Marilyne Siqueira de Souza, de 43 anos, que foi morta a facadas e sofreu uma tentativa de decapitação na cidade de Amambai, a 352 quilômetros de Campo Grande. Segundo o delegado que cuida do caso, Mikail Faria, o crime estaria relacionado a um possível acerto […]

Thatiana Melo Publicado em 15/07/2018, às 15h57 - Atualizado em 16/07/2018, às 14h39

None

A polícia já tem um suspeito para o assassinato de Marilyne Siqueira de Souza, de 43 anos, que foi morta a facadas e sofreu uma tentativa de decapitação na cidade de Amambai, a 352 quilômetros de Campo Grande.

Segundo o delegado que cuida do caso, Mikail Faria, o crime estaria relacionado a um possível acerto de contas por causa de drogas. Ainda de acordo com o delegado, houve luta corporal, já que a vítima apresentava ferimentos de defesa.

A arma usada para cometer o assassinato não foi encontrada no local. O corpo de Marilyne, que tem várias passagens por furtos, foi localizado em uma estrada vicinal conhecida como ‘buracão’, que fica entre duas propriedades rurais.

Um ciclista que trafegava pelo local encontrou o corpo por volta das 16 horas deste sábado (14). O Corpo de Bombeiros foi até o local e constatou que a vítima estava morta e que ela tinha várias perfurações de faca no corpo, costas, braços e pescoço.

Jornal Midiamax