Polícia

Operador de máquinas que estuprou menina de três anos tem prisão preventiva decretada

Após passar por audiência de custódia nesta segunda-feira (3), o operador de máquinas de 44 anos suspeito de estuprar a neta de sua companheira, teve a prisão em flagrante convertida em preventiva. Em seu depoimento ele negou que tenha estuprado a criança. O suspeito também negou que tenha agredido os policiais ou resistido à prisão. […]

Mariana Rodrigues Publicado em 03/09/2018, às 11h59

Foto: Ilustrativa
Foto: Ilustrativa - Foto: Ilustrativa

Após passar por audiência de custódia nesta segunda-feira (3), o operador de máquinas de 44 anos suspeito de estuprar a neta de sua companheira, teve a prisão em flagrante convertida em preventiva.

Em seu depoimento ele negou que tenha estuprado a criança. O suspeito também negou que tenha agredido os policiais ou resistido à prisão.

A própria criança contou sobre o caso para sua tia de 13 anos, que também estava na casa no Jardim Los Angeles, enquanto a mãe da criança havia saído para trabalhar, quando chegou foi informada pela irmã sobre o ocorrido e ligou para a polícia.

Caso

No dia 1º, a mãe e a avó da menina saíram para trabalhar por voltadas 7 horas da manhã deixando a criança e seu irmão junto do suspeito. A tia da menina, de 13 anos, também ficou na residência.

Quando as mulheres voltaram por volta das 19h30, a adolescente contou a irmã que viu o padrasto saindo de um dos quartos da casa junto da sobrinha. A mãe perguntou a filha o que tinha acontecido, e a criança contou que o suspeito havia mostrado o órgão genital para ela e ainda teria passado as mãos em suas partes íntimas.

Jornal Midiamax