Polícia

Morto a facadas em praça é apontado como autor de morte a machadadas

José Aparecido Pereira dos Santos, 29, morto a facadas em uma praça na cidade de Rio Verde de Mato Grosso, cidade a 208 quilômetros de Campo Grande, na noite do último dia 27 é apontado pela polícia como autor do assassinato de Rosnei Camargo, 41, encontrado boiando no Rio Taquari em Coxim no último dia […]

Diego Alves Publicado em 04/09/2018, às 18h46

None

José Aparecido Pereira dos Santos, 29, morto a facadas em uma praça na cidade de Rio Verde de Mato Grosso, cidade a 208 quilômetros de Campo Grande, na noite do último dia 27 é apontado pela polícia como autor do assassinato de Rosnei Camargo, 41, encontrado boiando no Rio Taquari em Coxim no último dia 25 deste mês.

O trabalho de investigação da polícia cruzou informações e elucidou o crime. Já pela morte de José Aparecido, um homem identificado como Armindo Dias Mariano, 28, foi preso pelo crime.

Segundo a polícia, José Aparecido e Rosnei era moradores de rua e teriam discutido por causa da divisão do dinheiro de uma limpeza de um terreno. De acordo com o site Edição MS, na discussão, Camargo foi atingido pela dupla com machadadas na cabeça. Após o crime, o corpo de Rosnei foi encontrado boiando próximo a uma ponte no Rio Taquari.

Assassinato na praça

A perícia da Polícia Civil aponta que José Aparecido Pereira dos Santos, 29, foi morto com quatro facadas na noite desta segunda-feira (27) na Praça das Américas, em Rio Verde de Mato Grosso, cidade a 208 quilômetros de Campo Grande.

José Aparecido foi atingido por quatro facadas, sendo duas profundas, conforme a necropsia feita na manhã desta terça-feira (28), no IML (Instituto Médico Legal de Coxim).

De início, a polícia acreditava que ele tinha sido atingido apenas por uma facada no pescoço, porém, o exame apontou outras três nas costas. Segundo a necropsia, duas foram profundas, a do pescoço e uma das costas que o causaram hemorragia interna.

As facadas foram desferidas por um conhecido da vítima, identificado como Armindo Dias Mariano, 28, o Toto, preso após o crime. O homicídio teria ocorrido após uma briga durante uma bebedeira. (Foto: PC de Souza)

Jornal Midiamax