Polícia

Militar diz que foi agredido por segurança ao tentar foto com cantor

Vítima foi atacada em boate com mata-leão

Clayton Neves Publicado em 05/05/2018, às 07h29 - Atualizado às 13h44

None

Militar do Exército, de 25 anos, procurou a polícia na madrugada deste sábado (5) para denunciar agressão em uma casa de shows no Bairro Amambaí, em Campo Grande. À polícia, a vítima contou que teria sido atacada pelo segurança do local no momento em que aguardava para tirar foto com um dos artistas que se apresentaram na noite.

De acordo com informações do Boletim de Ocorrência, depois de apresentação de pagodeiros do grupo Pixote, fila foi organizada pelos seguranças para que fãs pudessem tirar fotos com os artistas no camarim do clube.

O soldado afirma que enquanto esperava, o autor o agarrou pelo pescoço com um golpe mata-leão e o retirou para fora da casa de shows. A vítima não soube explicar o motivo da agressão.

Em depoimento, o jovem disse que o segurança era negro, forte e usava uniforme, uma camiseta cinza, calça preta e boné.

O caso foi registrado como vias de fato na Depac (Delegacia de pronto Atendimento Comunitário) do Centro e a polícia investiga.

Jornal Midiamax