Polícia

Ladrão ferido a tiros por policial à paisana continua em CTI de hospital

O ladrão de 34 anos, que foi ferido a tiros na cabeça por um policial à paisana, no dia 28 de maio, continua internado na Santa Casa de Campo Grande. No dia do crime ele tentava fugir depois de roubar dois celulares, na Avenida Mato Grosso. De acordo com assessoria de comunicação do hospital, o […]

Thatiana Melo Publicado em 02/06/2018, às 14h27 - Atualizado às 14h31

None

O ladrão de 34 anos, que foi ferido a tiros na cabeça por um policial à paisana, no dia 28 de maio, continua internado na Santa Casa de Campo Grande. No dia do crime ele tentava fugir depois de roubar dois celulares, na Avenida Mato Grosso.

De acordo com assessoria de comunicação do hospital, o homem está no CTI (Centro de Terapia Intensiva) sedado e entubado e não há previsão de alta.

O assalto

O ladrão teria roubado dois aparelhos celulares e descia pela Avenida Mato Grosso, sendo que algumas pessoas passaram a segui-lo. O policial que passava pelo local perguntou aos populares o que estava acontecendo, quando contaram que o homem que empurrava a motocicleta havia praticado um roubo.

Neste momento, o policial deu ordem de parada para o homem, que não obedeceu. Foi reforçada a ordem de parada, mas o assaltante derrubou a motocicleta, que empurrava e estava sem as chaves no contato.

Em seguida, ele sacou um revólver e fez um disparo na direção do policial, não o acertando. Um segundo disparo foi feito pelo bandido, mas a arma falhou momento em que o policial efetuou um disparo atingindo a cabeça do autor.

Jornal Midiamax