Polícia

Jovem resiste à prisão, luta com policial e é baleado antes de ser preso

Um jovem de 27 anos foi preso na noite deste domingo (2) no Bosque Santa Mônica, região leste de Campo Grande, após resistir à prisão e lutar com policiais. Populares haviam acionado a Polícia pois ele estaria apontando uma arma de fogo para um homem que estava caído ao solo. Conforme o boletim de ocorrência […]

Tatiana Marin Publicado em 02/09/2018, às 22h29

Imagem ilustrativa
Imagem ilustrativa - Imagem ilustrativa

Um jovem de 27 anos foi preso na noite deste domingo (2) no Bosque Santa Mônica, região leste de Campo Grande, após resistir à prisão e lutar com policiais. Populares haviam acionado a Polícia pois ele estaria apontando uma arma de fogo para um homem que estava caído ao solo.

Conforme o boletim de ocorrência registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Centro, ao chegarem no local, os policiais visualizaram o indivíduo com as características passadas e um volume na cintura. Entretanto, o jovem entrou para uma residência quando percebeu a aproximação da viatura.

Ele foi interceptado próximo ao portão, porém resistiu à abordagem e partiu para cima da guarnição. Durante luta, os policiais conseguiram remover o objeto da cintura do jovem, sendo um simulacro de pistola na cor preta.

O jovem continuou a agredir os policiais com socos e pontapés e correu para um corredor sem saída no quintal da residência, momento em que os policiais conseguiram cercá-lo. Um dos policiais foi até a viatura para pedir apoio, enquanto isso o autor partiu para cima do outro policial com um pedaço de madeira com pregos na ponta. O agressor não respeitou a ordem de parada e em seguida o policial efetuou três disparos de espingarda Cal 12 com munições de elastômero na região das pernas.

O autor continuou com as agressões e acertou uma paulada no braço do policial, o que causou a queda da espingarda de calibre 12. Em seguida, o policial sacou uma pistola (.40) e efetuou um disparo na perna esquerda do autor, o que conteve a agressão.

Foi solicitado o apoio da viatura do Corpo de Bombeiros, que realizou os primeiros atendimentos e encaminhou o jovem para a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Santa Mônica.

O médico que atendeu o jovem informou que a munição transfixou a perna do autor que possui duas lesões na perna direita oriundas dos disparos de elastômeros e uma lesão na testa ocorrida em data anterior à ocorrência.

Populares informaram aos policiais que a vítima das ameaças havia se deslocado poucos minutos antes da chegada da guarnição.

Jornal Midiamax