Polícia

Foragido da Justiça, suspeito de furtar paróquia e destruir altar é preso pela polícia

A Polícia Militar prendeu na noite desta terça-feira (24) um homem de 42 anos suspeito de furtar a Paróquia de Santo Antônio na madrugada do dia 17. Além de ser investigado por envolvimento na invasão à Catedral de Nossa Senhora da Abadia de Campo Grande, o suspeito era foragido da Justiça.   De acordo com […]

Clayton Neves Publicado em 24/07/2018, às 23h25

None

A Polícia Militar prendeu na noite desta terça-feira (24) um homem de 42 anos suspeito de furtar a Paróquia de Santo Antônio na madrugada do dia 17. Além de ser investigado por envolvimento na invasão à Catedral de Nossa Senhora da Abadia de Campo Grande, o suspeito era foragido da Justiça.  

De acordo com o cabo Fabiano, do 1° Batalhão da PM, a prisão aconteceu no cruzamento das ruas Alagoas e Antônio Maria Coelho após indicação do serviço de inteligência da polícia que investigava o caso. Comerciantes da região do Centro reconheceram o suspeito e afirmaram que no dia em que o templo foi arrombado, o  autor tentou vender uma guitarra que havia sido furtada da paróquia.

Em consulta no sistema da polícia, os militares verificaram que, contra ele, havia um mandado em aberto emitido pela 2ª Vara de Execuções Penais da Capital. O suspeito foi preso e encaminhado para a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro, onde o caso foi registrado.

O caso

A Paróquia Santo Antônio (Catedral Nossa Senhora da Abadia de Campo Grande), localizada na avenida Calógeras, foi arrombada na madrugada desta terça-feira (17). De acordo com publicação no Facebook do Padre Odair Costa, Cura da Catedral, possivelmente, os invasores estavam em busca de valores.

Na invasão foi destruído o sacrário – um pequeno cofre colocado sob o altar. “Feriram nosso Sagrado.Machucaram o nosso coração”, publicou o líder religioso.

Jornal Midiamax