Polícia

Fazendeiro é multado em mais de R$ 16 mil por desmatamentos ilegais em duas propriedades

Foram 54 hectares destruídos sem autorização do órgão ambiental

Raiane Carneiro Publicado em 22/01/2018, às 17h49

None

Foram 54 hectares destruídos sem autorização do órgão ambiental

A PMA (Polícia Militar Ambiental) da Capital multou, nesta segunda-feira (22), um fazendeiro em R$ 16.800 por desmatamentos ilegais em duas propriedades. Foram 54 hectares de vegetação destruídos sem autorização ambiental, em duas áreas diferentes, pertencentes ao fazendeiro. A vistoria no local aconteceu durante a operação Cervo-do-Pantanal.

A equipe descobriu os desmatamentos durante uma fiscalização em fazendas da Capital. Por já haver pastagem no local, segundo a PMA, os desmatamentos devem ter acontecidos há algum tempo. Além de pasto, havia no local o plantio de árvores exóticas das espécies Teca e Mogno Africano, em atividades de silvicultura. Parte da madeira retirada ainda estava no local.

O número total de hectares desmatados foram calculados pela PMA através de um GPS. Todas as atividades foram suspensas e, de acordo com a PMA, o fazendeiro que é residente na Capital, recebeu uma multa no valor de R$ 16.800. Além da autuação, ele responderá pelo por crime ambiental, com pena prevista de três a seis meses de detenção.

O proprietário terá ainda que presentar um Prada (Plano de Recuperação da Área Degradada e Alterada) junto ao órgão ambiental estadual.Fazendeiro é multado em mais de R$ 16 mil por desmatamentos ilegais em duas propriedades

A fiscalização faz parte da operação Cervo-do-Pantanal, que recebeu 594 vistorias de possíveis desmatamentos ilegais levantados por imagem de satélites na bacia do rio Paraguai pelo NUGEO (Núcleo de Geoprocessamento) do MPE (Ministério Público Estadual). Vários desmatamentos ilegais já foram autuados. 

Jornal Midiamax