Polícia

Criminosos abandonaram na BR-262 carro de noivos sequestrados na Capital

Carro estava na rodovia que dá acesso à fronteira com a Bolívia

Wendy Tonhati Publicado em 17/02/2018, às 20h21

None

Carro estava na rodovia que dá acesso à fronteira com a Bolívia

Os criminosos abandonaram o veículo Voyage, roubado do casal Maria Eduarda Leão, 21 anos, e Eduardo Rocha, 26 anos, sequestrados na noite da sexta-feira (16), na BR-262, em Miranda – a 203 quilômetros de Campo Grande. A rodovia dá acesso à região de fronteira com a Bolívia.

De acordo com a PRF (Polícia Rodoviária Federal), que localizou o veículo, a chave estava na ignição e, aparentemente, foi abandonado em razão de pane elétrica. Policiais fazem buscas na região e até o momento o suspeito que conduzia o carro roubado não foi encontrado.

O veículo foi encaminhado para a Polícia Civil em Miranda e deverá passar por perícia antes de ser devolvido ao proprietário.

Sequestro

O casal, que está noivo desde 2016, foi vítima de sequestro, por volta das 23h30, no Bairro Amambaí, em Campo Grande. Eles estacionaram o carro da família de Eduardo na frente da casa da mãe de Maria Eduarda.

Criminosos abandonaram na BR-262 carro de noivos sequestrados na Capital

A família tentou identificar os suspeitos por meio de câmeras instaladas na rua da casa de Maria Eduarda, porém não teve sucesso, uma vez que as gravações não identificam o rosto dos sequestradores.

O Garras (Delegacia Especializada em Repressão de Roubo a Banco, Assaltos e Sequestros) investiga a participação de pelo menos três criminosos no sequestro.

De acordo com o delegado João Paulo Sartori, o casal foi encapuzado logo após ser rendido na porta da casa da estudante. Eles foram forçados a ficar no branco traseiro e receberam ameaças graves dos criminosos.

Segundo Sartori, o casal relatou ter ficado preso em uma residência. Depois, foram levados para uma área de mata na região norte de Campo Grande, no entorno do Bairro Nova Lima. Os ladrões mantiveram os jovens sob vigilância até aproximadamente às 9 horas, quando abandonaram casal no local e fugiram. As vítimas conseguiram pedir ajuda a moradores e a estudante entrou em contato com a mãe.

Jornal Midiamax