Polícia

Contratado para frete, caminhoneiro dá calote em empresa e some com 31 mil kg de açúcar

Depois de ser contratado para transportar carga de Sonora até o Acre, caminhoneiro procurado pela polícia deu calor de R$ 5,6 mil em uma empresa de importação e sumiu com mais de 31 mil quilos de açúcar. O autor é investigado pelo desvio de outras cargas. De acordo com informações do Boletim de Ocorrência, no […]

Clayton Neves Publicado em 19/07/2018, às 16h05 - Atualizado às 16h18

Foto Ilustrativa
Foto Ilustrativa - Foto Ilustrativa

Depois de ser contratado para transportar carga de Sonora até o Acre, caminhoneiro procurado pela polícia deu calor de R$ 5,6 mil em uma empresa de importação e sumiu com mais de 31 mil quilos de açúcar. O autor é investigado pelo desvio de outras cargas.

De acordo com informações do Boletim de Ocorrência, no dia 6 de junho empresa de transporte contratou o suspeito para levar 31.500 kg de açúcar até Rio Branco, no Acre. Para levar o produto avaliado em R$ 35.172 o motorista receberia R$ 8.820.

À polícia, o empresário contou que no dia 11 de junho recebeu ligação do caminhoneiro dizendo que o veículo havia quebrado em uma rodovia de Cuiabá, e que por isso, precisaria de um adiantamento do valor combinado pelo frete.  Mesmo relutante, a vítima fez a transferência de R$ 5.620 para uma conta bancária informada.

Doze dias depois do envio do dinheiro, o autor disse que ainda não havia seguido viagem, já que caminhão supostamente estaria em uma oficina mecânica. Depois do dia 23, o proprietário da empresa não conseguiu mais contato com o motorista.

No último dia 5, o dono da empresa de açúcar entrou em contato com a transportadora cobrando a entrega do produto. Após acordo, ambas as partes decidiram aguardar notícias pelo prazo de uma semana , o que não aconteceu.

Após pesquisa, as vítimas descobriram que o caminhoneiro estava envolvido em outros desvios de cargas que estavam sob investigação da polícia.  

Os empresário procuraram a polícia de Campo Grande e registraram o caso na Defurv (Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Veículos”. A polícia investiga.

Jornal Midiamax