Polícia

Comissão exclui prova de digitação da Polícia Civil de MS após vazamento

A comissão que organiza o Concurso da Polícia Civil para as funções de escrivão e investigador excluiu a prova de digitação, realizada no último mês de setembro . O Sinpol-MS (Sindicato da Polícia Civil de Mato Grosso do Sul) já foi informado e a decisão será publicada no Diário Oficial do Estado nesta quarta-feira (10). A […]

Diego Alves Publicado em 09/10/2018, às 21h55 - Atualizado às 22h17

None

A comissão que organiza o Concurso da Polícia Civil para as funções de escrivão e investigador excluiu a prova de digitação, realizada no último mês de setembro . O Sinpol-MS (Sindicato da Polícia Civil de Mato Grosso do Sul) já foi informado e a decisão será publicada no Diário Oficial do Estado nesta quarta-feira (10).

A exclusão acontece após uma candidata ter compartilhado um trecho da prova nas redes sociais. O MPE (Ministério Público Estadual chegou a se pronunciar sobre o caso: “O acesso prévio ao conteúdo da prova acabou por influir no ânimo do avaliado, que pode realizar a avaliação de forma tranquila” e “acabou por violar a isonomia que deve existir entre os participantes do certame”.

A folha da prova de digitação do concurso foi divulgada nas redes sociais na manhã do dia 9 de setembro. Segundo a comissão organizadora do concurso, a candidata é a responsável pela divulgação do trecho em um grupo de WhatsApp.

Revoltados, os candidatos procuraram a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento) Centro para registrar Boletim de Ocorrência, além de recorrer ao Ministério Público e ao Sinpol.

Jornal Midiamax