Polícia

Polícia prende ‘membro de facção’ por ameaça após morte de Chapolin

Ameaçou invadir cidade de MS para vingar 'irmão'

Clayton Neves Publicado em 27/04/2018, às 19h13 - Atualizado em 30/04/2018, às 09h28

None

Horas depois de publicar ameaças de retaliação à polícia de Coxim pela morte Wesley Ferreira Valente, o ‘Chapolin’, jovem de 22 anos foi preso na tarde desta sexta-feira (27),em Sonora. No Facebook, o autor havia insinuado que grupo criminoso iria até a cidade para ‘cobrar’ a morte de Wesley.

Polícia prende 'membro de facção' por ameaça após morte de ChapolinDe acordo com informações da PM, depois de serem informados sobre a publicação, policiais foram até a residência do suspeito, que recebeu a equipe com xingamentos. Ao receber voz de prisão por desacato, ele teria resistido à prisão.

Com o autor, os militares encontraram uma porção de maconha que ele alegou ser para consumo próprio. Ele foi preso e encaminhado para a delegacia da cidade.

A publicação

Ameaça de supostos integrantes de grupos criminosos colocou policiais de Coxim e região em alerta. Imagem divulgada em grupo de policiais no WhatsApp, mostram a promessa de retaliação à polícia, após a morte de Wesley Ferreira Valente, o ‘Chapolin’, morto na manhã desta sexta-feira (27) em troca de tiros com a Rotai (Rondas Ostensivas e Táticas do Interior).

“Infelizmente mais um cria do nosso partido eu só lamento pra coxim (sic), mecheu (sic) agoraguenta (sic) um membro pode matar mas 50 membros vai (sic) cobrar todo ms vai descer para coxim”, diz o texto postado no Facebook.

A publicação rodou em grupos de policiais no WhatsApp e declarações dos militares evidenciam estado de alerta entre os servidores. Em resposta, a Sejusp (Secretaria de Estado Justiça e Segurança Pública) informou que o trabalho dos policiais, assim como a ordem na cidade seguem sem alterações.

O caso

Wesley Ferreira Valente morreu na manhã desta sexta-feira (27), em Coxim, após troca de tiros com a polícia.Polícia prende 'membro de facção' por ameaça após morte de Chapolin

‘Chapolin’, como era conhecido, estava em sua casa quando policiais civis e militares o abordaram, durante cumprimento de mandados. Ele reagiu à presença dos policiais e trocou tiros com a polícia.

Wesley ficou ferido, foi socorrido e levado para o hospital, mas não resistiu e morreu. De acordo com o site Edição de Notícias, ele tinha várias passagens, como de tráfico de drogas e era suspeito de cometer outros crimes.

Jornal Midiamax