Polícia

Policial de folga troca tiros na Mato Grosso e acerta bandido na cabeça

Disparos de arma de fogo assustaram populares no começo da tarde desta segunda-feira (28), na Avenida Mato Grosso, entre as ruas 13 de Maio e Rui Barbosa, no centro da Capital. Um suspeito foi baleado na cabeça por um policial civil de folga que passava pelo local. De acordo com testemunhas, à princípio, o suspeito […]

Ludyney Moura Publicado em 28/05/2018, às 14h06 - Atualizado em 29/05/2018, às 10h54

Fotos: Eser Cáceres
Fotos: Eser Cáceres - Fotos: Eser Cáceres

Disparos de arma de fogo assustaram populares no começo da tarde desta segunda-feira (28), na Avenida Mato Grosso, entre as ruas 13 de Maio e Rui Barbosa, no centro da Capital. Um suspeito foi baleado na cabeça por um policial civil de folga que passava pelo local.

De acordo com testemunhas, à princípio, o suspeito empurrava uma motocicleta, em atitude suspeita na Avenida Mato Grosso, quando teria sido abordado por algumas pessoas. Ele teria sacado um revolver.

Um policial civil, que estava de folga e passava pelo local, abordou o suspeito que teria efetuado um disparo contra o investigador, que revidou e acertou a cabeça do suspeito.

Policial Militar, Corpo de Bombeiros e Samu foram chamados para atender a ocorrência. Não há informação do estado de saúde do suspeito. O policial civil saiu ileso da abordagem.

A troca de tiros aconteceu por volta das 13h40, em plena do luz do dia, no Centro de Campo Grande.

Reconhecido

Algumas pessoas relataram que o homem, atingido na cabeça, empurrava uma motocicleta Yamaha YBR, preta, sem placa, em atitude suspeita.

Mais cedo, foi registrada uma ocorrência de furto em uma clínica na Rua Abrão Júlio Rahe, próximo ao local dos disparos, e o suspeito atingido teria as mesmas características do assaltante baleado na Mato Grosso, inclusive, ele teria sido reconhecido por algumas das vítimas.

Diferente da informação dada por testemunhas no momento dos disparos, a guarnição da Polícia Militar que atendeu a ocorrência afirmou ainda apura se de fato o suspeito sacou sua arma, um revólver calibre 32, e atirou na direção do veículo do policial, ou se ele apenas fez menção de disparar, antes de ser atingido na cabeça.

Já o policial civil, que acertou na cabeça o suspeito de cometer assaltos, relatou que foi acionado por alguns populares e por isso abordou o rapaz que empurrava a moto em ‘atitude suspeita’. Ele então teria se identificado e ordenado parada do rapaz, que então, contou o investigador, sacou sua arma e disparou.

A Polícia Militar e a perícia da Polícia Civil estão no local e apenas uma das vias da Mato Grosso, no sentido centro, está liberada.

Jornal Midiamax