Polícia

Vídeo de ‘treino’ de tiro leva polícia a integrante de bando suspeito de assaltos

O suspeito já foi identificado pela polícia

Midiamax Publicado em 28/01/2017, às 15h49

None
6c0c3821358dca5a1c9a49024ac9c498.jpg

O suspeito já foi identificado pela polícia

Depois da divulgação de um vídeo em que um jovem aparece treinando tiro em Coxim, a 259 quilômetros de Campo Grande, a Polícia Civil identificou o suspeito como Raione Carlos da Silva, de 22 anos, o “Bruxo”. O rapaz de 22 anos seria integrante de um grupo responsável por vários crimes na cidade e teria usado a arma que aparece na gravação em parte deles.

No vídeo publicado no site Edição de Notícia, é possível ver o rapaz atirar com a pistola calibre 22 contra um alvo improvisado, encostado no muro de uma casa. A gravação chegou a Polícia Civil da cidade que conseguiu identificar que o autor do disparo era ‘Bruxo’. Ele seria um dos lideres de um grupo responsável por vários crimes na cidade.

O treinamento acontecia em uma casa alugada por um adolescente de 17 anos, que também foi apreendido, e funcionava como uma espécie de ‘quartel general’ do grupo. Nas redes sociais, ‘Bruxo’ publicou fotos com a mesma roupa em que aparece no vídeo. A moto que aparece no fundo de uma foto em que ele exibe a arma, também é a mesma de imagens divulgadas por ele em seu perfil.

No dia 17 de janeiro, ‘Bruxo’ foi preso junto com outros integrantes do grupo durante a Operação Saturação. Além dele, foram detidos Alan da Silva Oliveira, o ‘Formigão’, de 20 anos, Deison Vinícius Moreira Tore, de 20 anos, vulgo ‘Incendiário’, Luciano Vieira Gonçalves, de 27 anos, o ‘Manausinho’ e Lucas Martins Ferreira, de 18 anos, conhecido como 7 Quedas.

Os jovens eram responsáveis pelo furto de motocicletas, inclusive em cidades vizinhas, e só em 2016 teriam roubado três motos. Alguns dos integrantes do grupo praticavam furtos em comércios e residências e quase todos traficavam, assim como também faziam uso dos entorpecentes.

A arma que aparece no vídeo, nesta data, também, foi apreendida pela polícia. A pistola era usada em crimes cometidos pelos suspeitos e ainda foi utilizada no atentado contra um policial militar, no dia 15 de janeiro. Na ocasião, Sidney da Silva Gonçalves, o ‘Lacoste’, de 30 anos, disparou contra o militar ao ser flagrado com uma motocicleta roubada.

O policial militar reagiu aos disparos e ‘Lacoste’ acabou preso. Um revólver calibre 38 foi encontrada pelos policiais e o rapaz acabou confessando que roubou a arma de um vigilante da Agesul (Agencia Estadual de Gestão de Empreendimentos) de Coxim. Ele contou que no dia 12 de janeiro, pulou um muro e com a mesma pistola calibre 22 rendeu a vítima. Para os policiais ele afirmou que havia vendido à arma.

Confira o vídeo:

Jornal Midiamax