Polícia

Trote: garoto de 17 anos ‘anunciou’ viatura da PMMS na OLX e será denunciado

'Brincadeira' deve render dor de cabeça ao adolescente e pais

Midiamax Publicado em 10/04/2017, às 17h46

None
6.jpg

'Brincadeira' deve render dor de cabeça ao adolescente e pais

O anúncio de venda de uma viatura da PM (Polícia Militar) no site OLX não passou de um ‘trote’, conforme a assessoria de imprensa da corporação. O autor do comunicado já foi identificado e se trata de um adolescente de 17 anos, morador de Paraíso das Águas, a 277 km de Campo Grande.

Segundo apurado, o jovem foi identificado após usar a conta do Facebook para logar no site de vendas e realizar o anúncio, no último sábado (8).

A Blazer, ano 2008, com 4 portas e 40 mil quilômetros rodados foi oferecida por R$ 42 mil e, conforme propaganda, “Ta zera , completona , ar , trava , alarme, air bag , mecânica ta zera também. Quatro pneus zero e só fez duas perseguições. Rádio amador com 35 frequências , sirene e giroflex em perfeito estado , chiqueirinho com trava eletrônica anti-Bandido (sic)”, explica a publicação.

Ao Jornal Midiamax, o chefe da PM-5 (Assessoria de Comunicação da PMMS) tenente-coronel Edson Furtado de Oliveira, disse que o adolescente não possui o veículo, e fotografou a viatura na rua ou retirou da internet. 

“Nós já sabemos quem é, mas ainda não o localizamos. Nós vamos registrar a ocorrência e acionar o Ministério Público, na Vara de Infância e Juventude, para que as providências cabíveis sejam tomadas”, finalizou.

O anúncio foi retirado do site horas depois.

OLX

Procarada, a OLX se limita a dizer que seu propósito é que as pessoas negociem produtos e serviços de forma fácil e rápida. Diariamente, cerca de 500 mil novos anúncios são inseridos na plataforma pelos usuários.

No site, a empresa também disponibiliza seus valores e os Termos e Condições de Uso do site (http://www.olx.com.br/copyright.htm).

A empresa lembra também que disponibiliza um botão de denúncia em todos os seus anúncios, possibilitando que qualquer pessoa denuncie eventuais práticas irregulares ou conteúdos indevidos. Nestes casos, é possível deletar o anúncio e banir o usuário da plataforma.

A OLX reforça que está sempre à disposição das autoridades para colaborar no que for necessário para a apuração dos fatos.

Jornal Midiamax