Polícia

Terceiro suspeito de assalto a posto pegou Uber para fugir ao Paraguai

'Pica-Pau' foi alcançado em Rio Brilhante

Midiamax Publicado em 10/06/2017, às 14h01

None

‘Pica-Pau’ foi alcançado em Rio Brilhante

O terceiro envolvido no assalto a um posto de gasolina, na última quarta-feira (7), foi identificado como Renan Aldaves de Lima, de 27 anos, vulgo “Pica Pau”. Ele pegou um Uber para fugir da casa onde estava escondido com a esposa, no residencial Celina Jallad. Com destino ao Paraguai, o casal tentou um itinerário à fronteira, mas foi alcançado em Rio Brilhante, a 158 km da Capital.

O Batalhão de Choque da Polícia Militar detalhou, neste sábado (10), as diligências que duraram exatamente 48 horas até a prisão do último envolvido no assalto. Durante o crime, Aguinaldo Romero Ferreira, vulgo Pitbull, de 38 anos, morreu no local durante troca de tiros com um sargento da PM, que estava de folga. Ele estava evadido do sistema prisional.

Toda a busca teve início quando informações deram conta de que Leonardo Nunes, vulgo ‘PCC’, teria dado fuga e abrigo a um dos autores do roubo. A partir daí, equipes do Choque prenderam Leonardo, o dono da casa, o segundo suspeito identificado como Lucas Luan Pereira Avila, de 27 anos, que estava com uma bala alojada na barriga e por fim, o terceiro envolvido identificado como Renan, com um ferimento na mão esquerda.

Terceiro suspeito de assalto a posto pegou Uber para fugir ao Paraguai

No Pioneiros, na casa da mãe de Renan, a polícia encontrou a arma usada no crime, atrás do guarda-roupa do casal e chegou à informação de que os dois estariam no residência Celina Jallad. No local souberam que ambos já tinham fugido em um Uber com destino ao Paraguai.

Câmeras de vigilância do Terminal Rodoviário não registraram o casal, mas apenas dois ônibus faziam o itinerário no horário, sendo Distrito de Anhanduí, Nova Alvorada do Sul e, posteriormente Rio Brilhante, onde o casal foi abordado e preso.

Os presos responderão por evasão, roubo, favorecimento real, posse irregular de arma de fogo.

Jornal Midiamax